O que é e o que não é um Memorial Formativo?

O Memorial Formativo é:
· um gênero discursivo privilegiado para a divulgação dos saberes e conhecimentos docentes;
· uma escrita reflexiva sobre suas práticas e sobre si mesmo;
· uma narrativa reflexiva onde se pode fazer “dialogar” o processo de formação e a prática docente;
· uma possibilidade interessante para estimular uma reflexão sobre a escola e seus contextos de aprendizagem;
· uma reflexão de como nos tornamos o que nós somos, isto é, uma reflexão do porque e do modo pelo qual nos tornamos educadores;

O Memorial Formativo não é:
apenas uma narrativa de acontecimentos, mas um texto reflexivo sobre esses acontecimentos.

Nesse sentido, podemos dizer que o exercício da escrita autobiográfica é uma tarefa que exige - além do registro da própria trajetória profissional - que cada autor reflita a respeito do que viveu – o que nem sempre é prazeroso e habitual – mobilizando conhecimentos, saberes, crenças, emoções e o estabelecimento de relações não necessariamente percebidas até então.

Trata-se de uma perspectiva que pressupõe um sujeito protagonista de seu percurso de formação e dos diálogos que estabelece sobre sua atuação profissional. Tal como afirma Benjamim (1994), entende-se que a vida não pode ser separada do modo pelo qual podemos nos dar conta de nós mesmos: narrar nossas histórias é, portanto, um modo de dar a nós mesmos uma identidade. E assim, reinventar-se permanentemente.

Um comentário:

Anônimo disse...

ADOREI FAZER ESSA PESQUISA,ACHEI MUITO IMPORTANTE PARA MEU CONHECIMENTO.